ago 15, 2015 - Poemas    Sem comentario

Tempos remotos

Por Evanise Bossle

Faz  algum tempo que não escrevo,
Estou lendo e meditando
Assistindo filmes,
Relendo poemas que escrevi em épocas remotas.
Palavras oblíquas, versos musicais,
Dramas temperamentais,
Discursos mudos sobre o fim do mundo.
Antigas memórias de amores mortais
Esses …que  pensava eternos.
Ah vida!!! Como muda essa jornada,
E transborda de emoções banais,
Hoje passeio pela existência mais conformada,
Descobri que não adianta nada maltratar meu coração.
Vou  continuar lendo muito, aprendendo mais e mais
A cada dia ter menos pena de mim e mais da humanidade.       

Tem alguma coisa a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!


6 − quatro =