jul 12, 2015 - Últimas Notícias    Sem comentario

Centro de Estudos Históricos de Torres e Região

Cópia de autor desconhecido de uma gravura de Jean-Baptiste Debret, acervo dos Museus Castro MayaIBRAM, Rio de Janeiro.

Nova instituição de pesquisa histórica é criada no Litoral Norte gaúcho: o Centro de Estudos Históricos de Torres e Região, cujo objetivo é promover o resgate da História de Torres e Região, além de fomentar estudos e pesquisas nesse campo, entre outras ações. O Centro reúne cerca de 15 profissionais, entre historiadores, jornalista, radialista, pesquisadores, professores, artistas e tem como sede provisória o Espaço Cultural Ten Caten, na rua José Antônio Picoral 146, Torres. A Coordenação é do jornalista Nelson Adams Filho, membro da AELN, e dos historiadores Jaime Batista e Rafael Frizzo. As reuniões são quinzenais.

Entre os participantes a historiadora Camila Eberhardt, o professor e historiador Leonardo Gideon, oceanólogo Geraldo Lima, professor Paulo Timm, delegado Ari Raupp Vieira, engenheiro Luiz Gonzaga Inácio, advogada Sandra Perrenoud, professora Tereza Zago, professora Maria Helena Lima, artista plástico Jorge Hermann, artista plástico e ativista cultural Celina Ten Caten, radialista José Nilton Teixeira, pesquisador Bento Barcelos da Silva.

O Centro já conta com sócios-correspondentes em Rio Grande, através do jornalista Willy César; em Brasília, pelo militar reformado Diderot Lopes e em Porto Alegre, com a historiadora Diana di Castro.

Objetivo comum é trabalhar voluntariamente pelo resgate da História de Torres e região, a promoção de estudos, pesquisas, eventos, ações de cunho histórico e suas interligações com o Turismo, Cultura, Artes, Música. Uma das primeiras ações do Centro é acompanhar as obras de restauro da Igreja São Domingos e promover o resgate e a preservação dos materiais quase bicentenários ali empregados na construção da Igreja, como telhas, madeiramento, altar, acompanhando o Plano de Restauro da Obra. Outra preocupação é com o Centro Histórico de Torres, preservação de casarios, paisagens, além de sua delimitação e inclusão como roteiro turístico. Também a revisão da História de Torres que apresenta vários pontos falhos ou mal pesquisados, além de vazios históricos.

O Centro não tem fins lucrativos e seus integrantes trabalham voluntariamente. A entidade está sendo legalmente registrada para poder interagir com os poderes constituídos. Sua criação resgata um compromisso de 20 anos originado no evento “Raízes de Torres”, da Série Raízes, criada pela professora e historiadora Véra Lúcia Maciel Barroso.

Contatos podem ser feitos com o jornalista Nelson Adams Filho pelo e-mail nelsonadamsfilho@gmail.com

Tem alguma coisa a dizer? Vá em frente e deixe um comentário!


sete × 8 =